• Vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa

Vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa

  • R$1.829,00


Simulador de Frete

Mais sobre o Vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa

  • PRODUTOR - Quinta do Crasto Os primeiros registos conhecidos referindo a Quinta do Crasto e a sua produção de vinhos datam de 1615, tendo a mesma sido posteriormente incluída na primeira Feitoria, juntamente com as Quintas mais importantes do Douro. Entre 1758 e 1761, o Marquês de Pombal mandou instalar no Douro 335 marcos – pedras graníticas com dois metros de altura, 30 centímetros de largura e 20 centímetros de espessura – para delimitar aquela que seria a primeira região vinícola demarcada do mundo. Um marco pombalino, datado de 1758, pode ser visto na Quinta do Crasto junto à casa centenária. Este, tal como os outros marcos pombalinos inventariados, foram classificados na década de 40 do século passado como imóveis de interesse público nacional. No início do século XX, a Quinta do Crasto foi adquirida por Constantino de Almeida, fundador da marca e casa de vinhos Constantino que se notabilizou pela produção e exportação de Vinho do Porto e também de Brandy, e cujo slogan publicitário «A fama do Constantino já vem de longe» perdura até aos dias de hoje. Em 1923, após a morte de Constantino de Almeida, foi o seu filho Fernando Moreira d’Almeida que se manteve à frente da gestão da Quinta do Crasto dando continuidade à produção de Vinho do Porto da mais alta qualidade.
  • TIPO DE UVA - Mistura de Castas
  • REGIÃO PRODUTORA - Douro
  • PAÍS - Portugal
  • SAFRA - 2016
  • VOLUME - 750ml
  • DEGUSTAÇÃO - Vinho Quinta do Crasto Maria Teresa Opaco, com vibrantes tons de violeta carregado.  Extraordinária complexidade, onde predominam frescas notas de especiaria, esteva e frutos silvestres do Douro, tudo em perfeita harmonia, resultando num conjunto único de grande frescura e profundidade aromática. início exuberante e sedutor, evoluindo para um vinho compacto, composto por taninos de textura fina, muito bem integrados com aromas complexos de fruta silvestre e especiaria fresca. Um vinho único e distinto que termina elegante e muito persistente.
  • AMADURECIMENTO - Vinho Quinta do Crasto Maria Teresa Em barricas novas de 225 litros durante 20 meses (85% carvalho francês e 15% carvalho americano).

Outras informações do Vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa

    • DESTAQUE - Vinho Quinta do Crasto Maria Teresa 
    • ACOMPANHAMENTO - Ideal para acompanhar carnes vermelhas assadas; cordeiros.
    • INFORMAÇÕES - Vinho Quinta do Crasto Maria Teresa Desde a sua primeira edição o Vinho Quinta do Crasto Maria Teresa, em 1998, o vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa já conquistou o estatuto de um dos grandes vinhos portugueses, tendo vindo a receber os maiores reconhecimentos na imprensa nacional e internacional ao longo dos últimos anos. Proveniente unicamente da Vinha Maria Teresa, a vinha centenária que lhe dá o nome e uma das mais antigas da Quinta do Crasto, cultivada a cotas extremamente baixas e com uma excelente exposição solar, este vinho “monovinha” é um vinho tinto Douro DOC de gama super premium que é apenas engarrafado em anos de excecional qualidade e sempre em quantidades muito limitadas. Apesar da baixa produtividade de uma vinha velha, a equipa de Enologia da Quinta do Crasto consegue com as uvas desta vinha níveis elevadíssimos de concentração, o que permite obter um vinho de classe mundial, muito complexo e cheio de carácter, garantindo uma evolução em garrafa por muitos anos. O vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa foi apenas produzido nos anos de 1998, 2001, 2003, 2005, 2006, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015, sendo que o número máximo de garrafas produzidas foi, em 2007, de 8001 garrafas. Para muitos apreciadores, o vinho Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa é um dos grandes vinhos do Douro e um dos mais emblemáticos, e ter a oportunidade de degustar uma das suas colheitas é considerado um verdadeiro privilégio.

    Escreva um comentário

    Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.